Reflexão

16-01-2011 20:02

 Reflexão sobre a avaliação diagnóstica no 3.º ano de escolaridade

 

       A avaliação diagnóstica “permite identificar problemas, no início de novas aprendizagens, servindo de base para decisões posteriores, através de uma adequação do ensino às características dos alunos. Verifica se o aluno possui as aprendizagens anteriores necessárias para que novas aprendizagens tenham lugar (avaliação dos pré-requisitos) e também se os alunos já têm conhecimentos da matéria que o professor vai ensinar, isto é, que aprendizagens das que se pretendem iniciar (e que se assumem não-conhecidas) são já dominadas pelos alunos (avaliação dos níveis de entrada).” (Rosado, 2009)

      Tendo em conta as características das crianças que frequentam o 1.º ciclo, nomeadamente a forma como apreendem o mundo que as rodeia, é importante que a organização do ensino e da aprendizagem integre todos os conhecimentos e que os transforme em estruturas sólidas que vão constituir os alicerces para aprendizagens nos Ciclos seguintes.

      A monodocência facilita a gestão integrada do currículo e compete ao professor coordenar e gerir o currículo na globalidade, mesmo nas situações em que as especializações dos saberes exigem a docência em coadjuvação.  

      De acordo com as orientações expressas nas metas de aprendizagem, criaram-se instrumentos para aferição de critérios e guias de avaliação comuns a todo o agrupamento, para o 2.º ano e o 4.º ano de escolaridade.

      Tendo presente a definição sobre avaliação diagnóstica apresentada, a avaliação sumativa realizada no 2.º ano de escolaridade, o ensino da expressão musical em coadjuvação com o professor titular, a continuidade da leccionação da turma pelo professor titular e a gestão integrada do currículo coordenada por ele, o tempo tão reduzido entre o final do 2.º ano e o início do 3.º (cerca de dois meses e meio) não considero pertinente a criação de um guia de avaliação diagnóstica para o 3.º ano.

  

Referências Bibliográficas

Rosado, A. & Silva, C. (s/d). “Conceitos básicos sobre Avaliação das Aprendizagens.” Disponível em http://home.fmh.utl.pt/~arosado/ESTAGIO/conceitos.htm e acedido em Agosto 2009.

http://www.metasdeaprendizagem.min-edu.pt/

 

 

 

       Ana Maria Coelho – n.º 38377